Cabelos: mitos e verdades – tudo que você queria saber!

mitos-2

 

Com a globalização, vivemos uma fase de excesso de informações… sempre procuramos saber se a fonte é confiável ou não, mas mesmo assim fica difícil saber o que é ficção e o que é realidade. Abaixo procuramos responder as perguntas mais comuns sobre mitos e verdades dos cabelos:

 

O mar desidrata o cabelo?

Verdade! A água do mar é rica em sódio (entenda-se cloreto de sódio ou sal),  que abre demasiadamente as cutículas capilares, deixando o fio mais poroso. Isso resulta em uma perda maior de água por conta da fibra capilar, deixando o cabelo mais seco. Podemos resumir que com isso os cabelos ficam mais secos, opacos e sem maciez, ou seja… o mar desidrata os cabelos e isso não é um mito!

 

É necessário enxaguar os fios com água doce após um mergulho no mar?

Verdade! A necessidade é verdadeira, uma vez que os cabelos ficarão com excesso de sódio (entenda-se cloreto de sódio ou sal), o que resseca demais os fio. Então já sabe, após um mergulho no mar, é preciso tomar uma ducha de água doce.

 

Os cabelos com coloração sofrem mais com as agressões do sal?

Verdade! Por deixar o fio mais poroso, a água do mar faz com que a cor desbote mais rapidamente. Por isso, os cabelos com coloração precisam de tratamento especial para que a cor dure mais tempo.Hidratação intensiva e uso de leave-in são os cuidados essenciais. É imperativo também o uso de shampoos específicos para cabelos com coloração.

 

Reparador de pontas funciona de verdade?

Meia verdade! Os reparadores de pontas prometem resolver os problemas com pontas duplas, atuando na parte lesionada do cabelo. Isso é uma “meia verdade”. Quem tem o cabelo frágil e quebradiço, que se lesiona fácil, costuma fazer uso desse produto, mas na verdade eles não tem a função de reparar as pontas, eles simplesmente agem nas áreas de lesão dos fios, que normalmente caracterizam as pontas duplas, e as mantêm seladas durante o período em que estiverem agindo sobre o cabelo. Porém, quando lavamos as madeixas, os efeitos do produto somem, ou seja, resolve o problema momentaneamente.

 

Shampoos com pH baixos deixam os cabelos mais sedosos ?

Verdade! Antes de mais nada precisamos esclarecer o que é pH.  PH é a abreviação de potencial hidrogeniônico, uma escala que determina o grau de acidez ou alcalinidade (nesse caso, dos shampoos). Ela varia de 0 a 14, dividida da seguinte forma:

  • pH 7 = neutro
  • pH abaixo de 7 = ácido
  • pH acima de 7 = alcalino (básico)

Segundo o Centro de Tricologia, o pH do couro cabeludo varia entre 3,8 e 5,6. Já o pH natural dos fios é de 4,5 a 6. Ou seja, nos dois casos, é levemente ácido e por conta disso, o shampoo que usamos também deve ter pH baixo, preferencialmente entre 4,5 e 6, pois assim, a penetração será mais profunda na fibra capilar e, consequentemente, favorece a ação dos ativos dentro dela. Resumindo, o pH ácido ajuda a fechar as cutículas e aumenta o brilho dos fios. Sendo assim, o pH baixo nos shampoos deixa, sim, o cabelo mais sedoso.

shampoo-para-cabelos

O shampoo sem sal é melhor?

Mito! Os shampoos sem sal deveriam ter a função de limpar e não causar irritação nem ressecamento. O sem sal do rótulo, porém, se refere apenas à ausência de cloreto de sódio (sal) na fórmula. É importante lembrar que, quando se refere a sal, estamos falando do cloreto de sódio (sal de cozinha). Mas os shampoos têm que ter algum tipo de sal para criar a espuma e o espessamento necessário. No entanto o sal em excesso faz mal no caso de cabelos mais finos e secos, couro cabeludo irritado e ressecado, e também em pessoas muito sensíveis e com cabelos quimicamente ressecados. Crianças e recém-nascidos sofrem ainda mais com shampoos que retiram toda gordura e resíduos.

 

O óleo de argan é mais eficiente nas hidratações?

Verdade! O óleo de argan é uma hidratação poderosíssima, já que é muito rico em nutrientes e dá brilho aos fios. Além disso, ao contrário das outras hidratações, os resultados duram até mais de 30 lavagens. O óleo é  absorvido de forma muito rápida pelo fio e não os deixa  gordurosos. Ele é  extraído das amêndoas da árvore marroquina Argania e tem ações anti frizz e de restauração essenciais para manter a vitalidade capilar em tempos mais secos como o outono e inverno. Ele disciplina e hidrata os cabelos sem provocar oleosidade excessiva.

 

A oleosidade em excesso pode provocar a queda de cabelos?

Verdade! A oleosidade excessiva pode causar seborreia, que é uma inflamação crônica. Ela, por sua vez, pode causar um entupimento dos folículos pilosos, levando a uma menor oxigenação, e consequentemente, à queda de cabelo.

 

A argila ajuda no controle da oleosidade?

Verdade! A argiloterapia limpa profundamente os fios, desde o couro cabeludo, devolvendo sua vitalidade. Quando a argila é aplicada na raiz, os benefícios são ainda maiores, já que ela remove todas as células mortas e ativa a circulação do couro cabeludo para promover o crescimento de novos fios saudáveis.

 

A gravidez deixa os cabelos mais bonitos?

Verdade! Durante a gravides o corpo da mulher sofre várias transformações devido às alterações hormonais e por isso espera-se que nesse período ocorra um crescimento mais intenso dos fios. A fase de crescimento (anágena) será mais prolongada e de queda (telógena) diminui. Assim, a gestante terá um cabelo mais farto e mais bonito.

 

Após o parto, o cabelo sofre mais com queda ?

Verdade! Após o parto, há uma alteração brusca hormonal e, portanto, sem o estímulo que existia anteriormente, os fios entram rápida e intensamente na fase telógena, isto é, de queda. Normalmente, isso pode acontecer até seis meses após o parto, mas se a gestante já tem tendência a perda de cabelo, esse período de queda pode se prolongar por muito mais tempo.

 

Cortar o cabelo na lua cheia ou crescente acelera o crescimento dos fios?

Mito! Não existe correlação entre as fases lunares e o crescimento capilar. Na verdade, o cabelo é uma pilha de queratina e tudo o que acontece com ele está na parte interior do couro cabeludo, a três ou quatro milímetros de profundidade. Nossos cabelos nada mais são do que células mortas impregnadas de queratina. Por isso, não há uma conexão entre o crescimento dos cabelos com as fases lunares.

 

O estresse aumenta a queda capilar?

Verdade! Todo nosso organismo sofre com o estresse, o cabelo não é diferente. Cada indivíduo sente e expressa os efeitos do estresse em áreas diferentes do organismo, mas geralmente, a perda de cabelo por conta disso não é definitiva e ele voltará a crescer.

 

A água fria deixa os cabelos mais bonitos e saudáveis?

Meia verdade! Na verdade, é a água muito quente que prejudica a saúde dos fios, estimulando a produção das glândulas sebáceas, consequentemente a oleosidade. No inverno, é recomendado optar por temperaturas mornas. A água fria porém,  ajuda a fechar as cutículas, evidenciando o brilho dos fios e diminuindo a oleosidade.

Foi esclarecedor? Se você tiver alguma dúvida, pergunte e teremos prazer em responder cada uma delas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *